15 de junho
a 15 de outubro 2024

Streaming

Online (plataforma elearning assíncrona)

Preço 90

284 vagas disponíveis

Ergonomia na prevenção de patologias em profissionais de saúde oral (Alexandra Vinagre, 1º módulo)

A ergonomia é fundamental para o bem-estar humano e importante para a racionalização do trabalho, desempenhando um papel crítico na prevenção de patologias e na promoção da saúde de profissionais de saúde oral.

Atualmente, a crescente consciencialização de que rotinas exaustivas estáticas e repetitivas, associadas a ruido excessivo, má postura e desconforto térmico implicam diretamente na produtividade dos profissionais, determina uma maior preocupação na exigência da implementação de medidas preventivas de modo a promover um ambiente de trabalho seguro e saudável.

A área da medicina dentária requer muita concentração, precisão e esforço físico por parte dos profissionais. Assim, os médicos dentistas, higienistas orais, bem como os estudantes, estão sujeitos a uma variedade de riscos ocupacionais devido às exigências emocionais, físicas e posturais de suas tarefas diárias que podem levar não só ao desenvolvimento de distúrbios musculoesqueléticos bem como a outros problemas de saúde incluindo a perturbações da saúde mental.

A aplicação de princípios ergonómicos é fundamental para reduzir a exposição a esses riscos e devem centrar-se não só no profissional como também com o meio ambiente e espaço físico no qual este exerce a sua atividade.

Neste contexto, destacar-se-ão diferentes estratégias com vista à prevenção de patologias entre profissionais de saúde oral, nomeadamente: a adoção de posturas adequadas, a importância das pausas, mobilidade e flexibilidade, a escolha de equipamentos ergonómicos, a otimização da organização do gabinete de modo a garantir um ambiente de trabalho mais saudável e produtivo.

A educação e o treino contínuo desempenham um papel crucial na incorporação desses princípios na rotina de trabalho, beneficiando o bem-estar físico e emocional dos profissionais de saúde oral.

O objetivo principal desta formação é:

  • O principal objetivo da formação em ergonomia em medicina dentária é promover a saúde e o bem-estar dos profissionais de saúde oral e, simultaneamente otimizar a organização dos espaços físicos de modo a garantir um ambiente de trabalho mais saudável e produtivo.
  • As estratégias de atuação devem por isso centrar-se no desenho dos locais de trabalho e no desenvolvimento ferramentas e processos para se adequar às necessidades e capacidades humanas, a fim de minimizar o risco de lesões e melhorar o desempenho.

No final desta formação o formando será capaz de:

  • O formando deve adquirir um profundo conhecimento dos riscos ergonómicos e ter capacidade de adotar estratégias de intervenção eficazes no ambiente de trabalho por forma a prevenir lesões ocupacionais comuns, promovendo o bem estar físico, social e emocional entre os trabalhadores.

 

Consulta de prevenção de A a Z (Sónia Mendes, 2º módulo)

Pretende-se discutir os vários procedimentos a realizar na consulta de prevenção, baseando-os no conhecimento epidemiológico e na evidência científica atuais. A consulta de prevenção, em especial se efetuada de forma precoce, é essencial para uma boa saúde oral.

Este módulo pretende apresentar o espectro de cuidados de saúde oral realizados pelo médico dentista na consulta de prevenção e de promoção da saúde oral, dando relevância ao aconselhamento dos autocuidados e à motivação e desenvolvimento de comportamentos saudáveis, desde a gestação até aos primeiros anos de vida da criança.

O módulo será mais dirigido aos cuidados de prevenção das principais doenças orais nesta fase precoce da vida, nomeadamente da cárie e dos problemas de oclusão, sendo estas alterações relacionadas com os comportamentos e, desta forma, supostamente mais facilmente preveníveis.

Será ainda discutida a avaliação do risco, como instrumento essencial da consulta de prevenção, pois poderá dirigir mais especifica e individualmente as atividades de prevenção a realizar na consulta, bem como a frequência das visitas ao profissional de saúde oral.

O objetivo principal desta formação é:

  • Este módulo do curso tem como principais objetivos preparar os profissionais de saúde oral para fornecer cuidados abrangentes e preventivos em todas as fases da vida, mas mais especificamente desde a gestação até a primeira infância (até os 6 anos).
  • Pretende-se evidenciar a importância da promoção ativa da saúde oral, da educação e capacitação para a saúde oral na gravidez e no bebé/criança nos primeiros anos de vida, da deteção precoce dos problemas orais, da medicina dentária preventiva como terapêutica a realizar na consulta, da comunicação eficaz com o paciente (criança e seu cuidador), apresentando uma abordagem holística e centrada no paciente.

No final desta formação o formando será capaz de:

  • Compreender a importância da prevenção na consulta de saúde oral;
  • Compreender as mudanças na saúde oral durante a gravidez e a importância dos cuidados preventivos nessa fase da vida;
  • Capacidade de orientação do paciente e dos seus cuidadores, relativamente aos autocuidados de higiene oral, ao uso racional de flúor e de aconselhamento de hábitos alimentares e hábitos não-nutritivos;
  • Realizar uma anamnese e exame objetivo cuidadoso para identificar precocemente problemas de saúde oral;
  • Avaliar o risco da criança e efetuar intervenções preventivas como terapêutica, na consulta de saúde oral;
  • Estabelecer uma comunicação eficaz com pacientes e seus cuidadores, criando um ambiente de confiança para promover a adesão às práticas de prevenção da saúde oral;
  • Promover uma abordagem holística da saúde oral, centrada no paciente, considerando a relação entre a saúde oral e a saúde geral e tendo em consideração a situação individual da criança e da sua família.

Prevenção Secundária – Nível 3: Modelos de diagnóstico precoce (Bárbara Cunha, 3º módulo)

A cárie dentária é uma das doenças mais prevalentes a nível mundial. A sua identificação precoce é de primordial importância uma vez que o seu processo de formação pode ser modificado através da aplicação de medidas preventivas que impedem uma maior desmineralização da estrutura dentária.

Aliar os métodos de diagnóstico convencionais a métodos mais sensíveis permite um diagnóstico mais preciso bem como a monitorização do sucesso de tratamentos que objetivem a remineralização das superfícies dentárias, e, por outro lado, uma comunicação mais facilitada com o paciente.

Neste módulo, será realizada uma resenha da aplicabilidade dos métodos tecnológicos de diagnóstico atualmente disponíveis, tendo por base a literatura científica mais relevante.

O objetivo principal desta formação é:

  • Dar a conhecer os métodos de diagnóstico atualmente existentes e a sua aplicabilidade clínica.

No final desta formação o formando será capaz de:

  • Identificar e aplicar clinicamente os métodos tecnológicos de diagnóstico.

Prevenção secundária – Nível 4: Limitação do dano – dentisteria operatória minimamente invasiva” (J. Cardoso Ferreira, 4º módulo)

A medicina dentária a área da saúde que preserva e restaura o movimento mais bonito e feliz do corpo humano: o sorriso.

A sociedade moderna está cada vez mais sensibilizada e focada na estética, procurando ter dentes bonitos ou atrativos mas pretende atingir esses objetivos com o menor sofrimento possível.

Nesse sentido, manter a estrutura dentária o mais íntegra quanto possível, assume-se como uma meta de extrema importância.

Com a grande evolução da adesão aos tecidos dentários derivada do desenvolvimento de novos biomateriais bem como das técnicas ultraconservadoras de dentisteria minimamente invasiva e adesiva, o impossível tornou-se realidade.

A evolução dos materiais e das técnicas nos últimos anos permitiu que estrutura dentária seja preservada ao máximo com as abordagens ultraconservadoras ou minimamente invasivas.

As mesmas são usadas para a remoção da cárie e restauração de dentes a fim de proteger a biologia dos mesmos, devolver a resistência biomecânica e função bem como a estética perdida, resultando num total respeito pela integridade dos tecidos dentários.

Desta forma as suas caraterísticas são mantidas ao máximo, o que permite mimetizar a natureza na sua simplicidade, plenitude e beleza inigualáveis!

O objetivo principal desta formação é:

  • O objetivo principal é sensibilizar o formando para a importância da manutenção da integridade do dente e dos seus tecidos, mostrando as vantagens das filosofias minimamente invasivas e técnicas adesivas para a obtenção desse propósito sempre que uma intervenção terapêutica é necessária.

No final desta formação o formando será capaz de:

  • Interiorizar o estado da arte relativamente a alguns princípios fundamentais de biomecânica dos tecidos dentários, biomimetismo, diversas técnicas e conceitos de dentisteria minimamente invasiva para a restauração direta de dentes, adesão de facetas e lentes de contacto em cerâmica assim como restaurações indiretas de dentes posteriores.
  • O formando deverá ainda ficar a par da existência de outros tratamentos ultraconservadores como o branqueamento dentário, técnicas de microabrasão e infiltração com resinas hidrofóbicas à base de metacrilatos e perceber que podem ser utilizadas de forma individual ou combinada para devolver a estética com o mínimo de sacrifício para os tecidos dentários, dando-se assim prioridade à integridade dos dentes.
Curso ministrado por

Alexandra Vinagre, Sónia Mendes, Bárbara Cunha e J. Cardoso Ferreira

Alexandra Vinagre

  • Médica Dentista (OMD 2218). Licenciatura em Medicina Dentária pela Faculdade de Medicina da Universidade de Coimbra (FMUC), 1998.
  • Pós-graduada em Ortodontia pelo Departamento de Medicina Dentária, Estomatologia e Cirurgia Maxilo-Facial da FMUC, 2003.
  • Provas de Aptidão Pedagógica e Científica pelo Departamento de Medicina Dentária, Estomatologia e Cirurgia Maxilo-Facial da FMUC, 2006.
  • Doutoramento em Ciências da Saúde, ramo de Dentisteria Operatória, pela FMUC, Setembro, 2014.
  • Especialista em Ortodontia pela OMD, Junho 2015.
  • Membro Integrado do Centro de Investigação e Inovação em Ciências Dentárias (CIROS).
  • Autora e co-autora de diversos artigos científicos/trabalhos publicados em revistas/congressos nacionais e internacionais.
  • Membro suplente do conselho diretivo da Ordem dos Médicos Dentistas (OMD) desde Julho 2020.
  • Diretora clínica e responsável pela consulta de Ortodontia e Dentisteria Estética do Centro Integrado de Medicina Dentária de Coimbra, Orisclinic.

Sónia Mendes

  • Médica Dentista, Licenciada pela FMDUL (2000)
  • Mestre em Epidemiologia pela FCM-UN (2006)
  • Doutorada em Medicina Dentária na especialidade de Medicina Dentária Preventiva e Comunitária pela FMDUL (2014)
  • Professora Auxiliar da FMDUL, lecionando na área das Ciências Dentárias Preventivas e Conservadoras
  • Autora de várias comunicações e artigos na área da Epidemiologia Oral, Saúde Pública Oral e Medicina Dentária Preventiva e Comunitária

Bárbara Cunha

  • Mestrado Integrado em Medicina Dentária pela Faculdade de Medicina da Universidade de Coimbra
  • Assistente convidada de Odontopediatria do Mestrado Integrado em Medicina Dentária da Faculdade de Medicina da Universidade de Coimbra
  • Prática clínica exclusiva em Odontopediatria

J. Cardoso Ferreira

  • Médico Dentista licenciado pela Faculdade de Medicina Dentária da Universidade do Porto em 2003
  • Doutorado em Medicina Dentária pela Universidade do Porto
  • Mestre em Medicina Dentária Conservadora pela Universidade do Porto
  • Pós-Graduado em Reabilitação Oral Biomimética Avançada (CESPU)
  • Professor Auxiliar Convidado do Mestrado Integrado em Medicina Dentária e da Especialização em Dentisteria e Estética Dentária na Faculdade de Medicina Dentária da Universidade do Porto (FMDUP)
  • Professor Regente da UC de Clínica de Medicina Dentária Conservadora-I na Faculdade de Medicina Dentária da Universidade do Porto (FMDUP)
  • Autor de diversos artigos científicos nacionais e internacionais publicados
  • Autor do Capítulo 1 do Livro “Adhesives: Applications and Properties” (Intech)
  • Formador de Cursos de índole privada
  • Revisor de revistas científicas