Entrada > Notícias > 2017 > Agosto > Governo apresenta estratégia interministerial para Promover a Alimentação Saudável

Governo apresenta estratégia interministerial para Promover a Alimentação Saudável

Publicado em 2017-08-04 18:40
Ministério da Saúde, em parceria com a Junta de Freguesia de Alvalade, apresentou plano para promover bons hábitos alimentares. Impacto da alimentação na saúde em geral, e oral em particular, foi um dos temas abordados
Governo apresenta estratégia interministerial para Promover a Alimentação Saudável

Orlando Monteiro da Silva e André Moz Caldas

O evento juntou governantes, representantes de áreas estratégicas da saúde, chefs de cozinha e influenciadores das redes sociais com o propósito de apresentar a estratégia interministerial para Promover a Alimentação Saudável.

No passado sábado, 29 de julho, viveu-se uma manhã diferente no Mercado de Alvalade, em Lisboa, em que houve lugar para um debate sobre os caminhos a seguir rumo a uma correta alimentação e para sessões de showcooking, pela mão dos chefs Chakall, Justa Nobre e Nuno Queiroz.

Na sessão de abertura estiveram presentes o presidente da Junta de Freguesia de Alvalade, André Moz Caldas, e o diretor-Geral da Saúde, Francisco George. Além de advogado, André Moz Caldas é médico dentista e membro da Comissão de Ética para a Saúde da Faculdade de Medicina Dentária da Universidade de Lisboa, desde 2011.

Neste encontro, o responsável referiu ser “uma honra, enquanto autarca e enquanto profissional de saúde, acolher este evento”, salientando que “o Mercado de Alvalade ficará indelevelmente registado como a casa da alimentação saudável”.

O diretor do Programa Nacional de Promoção da Alimentação Saudável, Pedro Graça, apresentou o Relatório de 2016 e a Estratégia Nacional 2017–2020, num evento que se dividiu em três painéis de debate sobre o tema. O secretário de Estado Adjunto e da Saúde, Fernando Araújo, o secretário de Estado das Autarquias Locais, Carlos Miguel, e o Secretário de Estado das Autarquias Locais, Luís Vieira, abordaram a estratégia nacional e o compromisso político para esta matéria.

A bastonária da Ordem dos Nutricionistas, Alexandra Bento, moderou o painel em que os chefs Chakall, José Avillez, Justa Nobre e Nuno Queiroz falaram da sua perspetiva sobre a estratégia para promover uma boa alimentação.

Francisco Goiana da Silva, do Ministério da Saúde, moderou a sessão em que duas bloggers da área da alimentação deram a sua perspetiva.

A chef Maria de Lurdes Modesto e Fernando Pádua, fundador do Instituto Nacional de Cardiologia Preventiva, foram os convidados de honra.

Na apresentação da estratégia integrada para a promoção da alimentação saudável, o ministério destacou a importância de incentivar o adequado consumo alimentar e de melhorar o estado nutricional dos portugueses. A alimentação tem influência direta na prevenção e controlo de doenças crónicas.

A evidência científica mostra que um em cada quatro portugueses sofre de hipertensão arterial e um em cada 10 de diabetes. A prevalência destas doenças está relacionada com o consumo elevado de sal e de açúcar, que tem um enorme impacto na saúde oral, contribuindo para as cáries e a destruição do esmalte dos dentes.

A Estratégia Nacional para a Promoção da Alimentação Saudável encontra-se em discussão pública, devendo todos os contributos ser remetidos até ao dia 15 de agosto de 2017 (consultar documento em pdf).