O Conselho Diretivo (CD) reuniu a 8 de janeiro para delinear as principais linhas de ação a adotar no início de 2021.

Os tempos de consulta de medicina dentária no Serviço Nacional de Saúde (SNS) mereceram a análise da equipa, que desenvolveu um documento de referência, com o objetivo de esclarecer os associados que exercem nos Cuidados de Saúde Primários (CSP). O comunicado promove as bases normativas e orientativas da organização da consulta, tanto pelos médicos dentistas, como pelos planeadores gestores da saúde.

Consulte o documento Tempos de Consulta (acesso reservado a médicos dentistas)

Na reunião foi deliberado o envio de um inquérito à classe, relativo ao período outono/ inverno – COVID-19. Esta nova auscultação, a realizar em breve, visa conhecer a realidade atual do setor e o impacto das medidas governamentais implementadas ao longo dos últimos meses.

Com um possível confinamento a ser decretado nos próximos dias [entretanto confirmado a 13 de janeiro de 2021], o Conselho Diretivo decidiu manifestar a posição da OMD perante este cenário junto do Ministério da Saúde e do Presidente da República. A Ordem defende novamente que as clínicas e consultórios de medicina dentária devem continuar a funcionar normalmente.

O processo de vacinação dos médicos dentistas que exercem no setor privado, cujo início está previsto para a segunda quinzena de janeiro, mereceu igualmente a atenção dos presentes.

Na ordem de trabalhos esteve a nomeação do vice-presidente, tesoureiro e secretários do CD. Por maioria dos membros presentes, Teresa Alves Canadas (vice-presidente), Manuel Nunes (tesoureiro), Maria João Ponces e Gonçalo Assis (secretários) foram reconduzidos nos respetivos cargos. Os médicos dentistas eleitos não participaram na votação.

Os membros do Conselho Diretivo efetuaram um ponto de situação dos trabalhos desenvolvidos no âmbito dos diferentes grupos de trabalho em que participam. Aprovaram também, por unanimidade, a criação de dois novos grupos de trabalho: Revisão do Estatuto e do Código Deontológico da OMD e Publicidade. O primeiro foi proposto pelo Conselho Deontológico e de Disciplina (CDD) e é composto por Luís Filipe Correia, Joana Figueiredo e, nos seus impedimentos, Paulo Miller e António Roma Torres. O segundo, também proposto pelo CDD, tem a seguinte composição: Álvaro Benzinho, Ricardo Falcão de Almeida e, nos seus impedimentos, Inês Faria e Catarina Cortez.

Por último, na reunião foi decidida a adesão voluntária da OMD ao Sistema Nacional de Compras Públicas (SNCP), a Entidade de Serviços Partilhados da Administração Pública, I.P..