Juan Blanco Carrión

Punção venosa e obtenção de concentrado plaquetário L-PRF

  • Licenciado em Medicina Dentária pela Universidade de Santiago de Compostela, em 1986
  • Especialista em Estomatologia pelo Departamento de Cirurgia da Universidade de Santiago de Compostela, em 1988Mestre em Periodontologia pelo Departamento de Cirurgia Oral, Medicina Oral e Periodontologia da Universidade Complutense de Madrid, em 1991. Diretor: Prof. Mariano Sanz y Prof. A. Bascones
  • Bolsa do Departamento de Educação Espanhol para a Universidade Católica de Leuven (European Osseointegration Trainig Center), em 1992. Bélgica. Diretor: Prof. Daniel van Steenberghe
  • Doutorado em Odontologia pela Escola de Dentisteria da Universidade Complutense de Madrid, em 1995. Diretores: Prof. Mariano Sanz. and Prof. Felipe Llanes
  • Professor associado de Periodontologia da Universidade de Santiago de Compostela, entre 1996-2007
  • Professor e diretor de Periodontologia da Universidade de Santiago de Compostela, desde 2008
  • Professor convidado do programa “Master in Periodontology” da Universidade Complutense de Madrid, desde 1992
  • Codiretor do programa “Master em prática diária em Dentisteria”, da Universidade de Santiago de Compostela, 2005-2009
  • Diretor do programa “Master en Periodontogia” da Universidade de Santiago de Compostela, desde 2009
  • Diretor do Programa de Educação Contínua em Periodontologia da Universidade de Santiago de Compostela, desde 2008
  • Editor do Jornal “PERIODONCIA & OSTEOINTEGRACION”. Jornal oficial da Sociedade Espanhola de Periodontologia e Osteointegração, 2001-2007
  • Membro da direção da Sociedade Espanhola de Periodontologia, 2001-2004
  • Presidente da Sociedade Espanhola de Periodontologia e Osteointegração, 2007-2010
  • Presidente da secção Ibérica da ITI (Grupo internacional da Implantologia), 2010-2016
  • Membro do comité de investigação internacional da ITI, desde 2015
  • Prática privada exclusiva na área da Periodontologia e Implantologia, desde 1992
  • Membro da direção da EFP (Federação Europeia de Periodontologia), 2013-2018
  • Presidente da Federação Europeia de Periodontologia, 2016-2017
  • Diretor de oito teses de doutoramento
  • Mais de 200 comunicações científicas, pósteres e palestras em eventos nacionais e internacionais
  • Várias publicações em revistas internacionais com revisões por pares

Nacionalidade: Espanha

Área científica: Implantologia

9 de novembro, das 09h00 às 10h30

Auditório B

Resumo da conferência

O uso de concentrados de plaquetas como adjuvante cirúrgico baseia-se no conceito de libertação local de fatores de crescimento plaquetários para promover a cicatrização ou regeneração de tecidos duros e moles.

Tem por objetivo separar os diferentes componentes da amostra de sangue para descartar aqueles considerados inúteis (principalmente glóbulos vermelhos), e concentrar aqueles que podem ser de utilidade terapêutica (fibrinogénio/fibrina, plaquetas, fatores de crescimento, leucócitos e outras formas de células circulantes).

A literatura referente a esta matéria frequentemente mostra-se confusa e contraditória devido a uma falta de precisão na terminologia e caracterização dos diferentes concentrados de plaquetas e protocolo para a sua obtenção.

Na atualidade existe um consenso com respeito ao emprego desta terminologia e classificação como base em múltiplos campos, particularmente nas disciplinas de cirurgia oral e maxilofacial.

Nesta conferência apresentaremos destintas indicações terapêuticas no campo da periodontologia e implantologia. Assim, mostraremos resultados preliminares de estudos “in vitro” e clínicos realizados na nossa universidade.

Patrocinador científico
INTRA-LOCK