A aplicação da Prescrição Eletrónica Médica (PEM) está a ser alvo de atualização com o objetivo de corrigir alguns bugs operacionais.

Nestas ações estão igualmente a ser implementadas novas funcionalidades e melhores do sistema.

No caso da PEM fora do SNS, esta atualização decorreu a 4 de junho. Para o próximo dia 11 está agendada a intervenção na PEM dentro do SNS.

No âmbito deste processo de melhoria contínua, a aplicação passa a disponibilizar o seguinte:

  • Permissão de anulação de uma prescrição, linha de prescrição ou embalagens, independentemente do médico que a emitiu.
  • Inclusão de novo motivo de anulação: ‘Erro na posologia’.
  • Alteração das regras aplicadas à prescrição de medicamentos dietéticos, em concordância com a prescrição de medicamentos e produtos de saúde destinados a tratamentos de longa duração.
  • Desmaterialização das prescrições emitidas a Entidades Financeiras Responsáveis (EFR) estrangeiras, bem como à EFR ‘Sem Comparticipação p/SNS’.
  • Alteração da percentagem de comparticipação adicional (de 50% para 100%) sobre o encargo apurado para o utente beneficiário do Complemento Solidário para Idosos (CSI).