O Conselho Diretivo da OMD reuniu na passada semana, em Lisboa, para analisar a atividade mensal e tomar decisões sobre três grandes dossiers.

O Plano Nacional de Saúde 2021-2030 esteve em consulta pública até 7 de maio. O planeamento estratégico para a década, proposto pela Direção-Geral da Saúde (DGS), tem como mote “Saúde Sustentável: de [email protected] para [email protected]”. O CD preparou uma série de contributos para este plano, que foram discutidos na última reunião.

Na proposta enviada para o PNS 21-30, destaque para os alertas da OMD para o facto de que “nos 37 objetivos propostos para a saúde, nenhum faz qualquer alusão à saúde oral”. Por outro lado, nota que “os dados estatísticos apresentados no PNS remontam a 2019, com exceção das doenças orais, cujos dados não vão além de 2014”. Razão pela qual a Ordem considera que “urge fazer o diagnóstico da situação atual que deverá sustentar um planeamento correto no sentido de colmatar as necessidades existentes” e propõe a realização de um “novo Estudo Nacional de Doenças Orais”.

A OMD recomenda também a inclusão da “saúde oral nas estratégias de intervenção”, o investimento na saúde escolar, para o fomento da “literacia em idades precoces” e intervenção nas cáries “num estádio inicial”, bem como a identificação do “médico dentista como ator de saúde pública”, nomeadamente através da criação da carreira no SNS. Por fim, entre outras considerações, são apresentadas as orientações emanadas pela FDI e OMS para as estratégias das políticas de saúde oral, que assentam em três pilares, subscritos pela Ordem.

A proposta de renovação da bolsa de emprego da OMD foi um dos assuntos remetidos pelo Conselho de Jovens Médicos Dentistas (CJMD) e mereceu a análise da direção, que aprovou a implementação das propostas apresentadas. Entre elas está a conversão para uma bolsa pública, aberta a todos os profissionais da área.

No âmbito internacional, os membros fizeram o ponto de situação da preparação da reunião do Conselho Europeu de Médicos Dentistas (CED), que está a ser organizada pela OMD e tem data marcada para 20 e 21 de maio, no Porto.

Nomeado novo National Liaison Officer

António Roma Torres é o novo National Liaison Officer (NLO). O presidente do Centro de Formação Contínua foi nomeado pelo Conselho Diretivo para representar o país na Federação Dentária Internacional (FDI).

O responsável terá como função intermediar o contacto entre a federação e a Ordem em termos de cooperação técnica e outras matérias.