Luísa Maló

Tratamento ortodôntico-cirúrgico das deformidades dento-esqueléticas – cirurgia convencional

Especialista em Ortodontia

Mestrado em Ortodontia pela FMUC

Doutoranda em Ortodontia pela FMUC

Docente de Ortodontia na FMUC

Cocoordenadora da pós-graduação de Ortodontia da FMUC

Membro da Direção da APESORT

Nacionalidade: Portugal

Área científica: Ortodontia

2015/11/13 14:30 – 2015/11/13 16:00 | Auditório IV

Resumo da apresentação

O tratamento ortodôntico-cirúrgico convencional efetuado na correção das deformidades dento-esqueléticas tem como objetivos a obtenção de uma relação dento-esquelética normal e consequentemente um correto posicionamento do envelope cutâneo.

Os tratamentos combinados são prolongados e abrangem, após o diagnóstico e plano de tratamento, uma fase ortodôntica pré-cirúrgica, a cirurgia ortognática propriamente dita e posteriormente uma fase ortodôntica de finalização.

Os pacientes cujo tratamento compreende a intervenção da Cirurgia Ortognática apresentam comprometimento da sua estética facial e, dado que a componente estética é mais determinante que a componente funcional, um tratamento realizado somente por meio de Ortodontia convencional, não é aconselhado. Efetivamente, na correção de discrepâncias maxilares, a camuflagem ortodôntica e a cirurgia tem diferentes objetivos.

Nestes casos, os objetivos do tratamento ortodôntico são frequentemente opostos aos preconizados na Ortodontia convencional. A fase ortodôntica pré-cirúrgica exige, de um modo geral, a eliminação das compensações dentárias, o posicionamento dos incisivos superiores nos inferiores numa posição ideal e a eliminação de discrepâncias entre o tamanho dos dentes, uma vez que se pretende estabelecer uma relação molar e canina de classe I após a cirurgia. É de evitar, nesta fase, movimentos que contribuam para a tendência à recidiva.

Tratando-se de tratamentos com uma forte componente interdisciplinar, a decisão quanto aos movimentos esqueléticos é efetuada conjuntamente com o cirurgião maxilo-facial, tendo em vista uma função correta, uma estética agradável e a estabilidade pós-cirúrgica a longo prazo.