Vanessa Silva

A importância da ergonomia na medicina dentária e prevenção de lesões músculo-esqueléticas

  • Médica dentista licenciada pela Faculdade de Medicina Dentária da Universidade do Porto
    (2009)
  • Doutorada em Segurança e Saúde Ocupacionais pela Faculdade de Engenharia da
    Universidade do Porto
  • Professora Auxiliar Convidada de Oclusão e Ergonomia da Faculdade de Medicina Dentária
    da UCP
  • Investigadora do Centro de Investigação Interdisciplinar em Saúde (CIIS)

Nacionalidade: Portugal

Áreas científicas: Na Ordem do Dia (profissão desgaste rápido)

19 de novembro, de 11h30 às 13h00

Sala 2

Resumo da conferência

A prática de medicina dentária envolve trabalho de alta precisão, requer atenção e concentração bem como resistência física e mental do médico dentista. Um dos temas mais abordados na ergonomia aplicada à medicina dentária é a postura de trabalho, visto ser fundamental para a prevenção de lesões músculo-esqueléticas (LME).

Desde os anos 70 que é reportado elevada frequência de LME nos dentistas e a prevalência deste tipo de lesões tem aumentado nas últimas décadas. É causa comum de incapacidade ocupacional acarretando consequências substanciais na produtividade e absentismo laboral.

A postura de trabalho é importante para criar condições de trabalho ótimas (acesso, visibilidade e controlo do campo operatório) e condições físicas e psicológicas de forma a poder executar os procedimentos clínicos.

Um dos principais objetivos da ergonomia é a prevenção de doenças ocupacionais músculo-esqueléticas e sintomas que possam agravar estas doenças. A prática da ergonomia na medicina dentária determina como atingir a melhor postura perante o paciente, eliminando quanto for possível fatores de risco biomecânicos.

Conferencista da sessão “Na Ordem do Dia” com o título Medicina dentária: profissão de desgaste rápido.