Patrícia Almeida Santos

Sustentabilidade em medicina dentária

  • Médica Dentista licenciada pela FCS-UFP em 2005
  • Especialista em Periodontologia pela Ordem dos Médicos Dentistas
  • Coordenadora do Grupo de Trabalho Ambiente e Sustentabilidade da Ordem dos Médicos Dentistas

Nacionalidade: Portugal

Área científica: Curso para assistente dentário

Auditório C

Resumo da conferência

2015 ficará na história como o ano da definição da agenda 2030, constituída por 17 objetivos de desenvolvimento sustentável.

Reconhecendo a sua importância, também a medicina dentária deve encetar esforços para tornar a prática clínica diária mais sustentável para as pessoas e para o planeta.

No entanto, dar os primeiros passos em direção ao paradigma da sustentabilidade pode ser intimidante.

Se até aqui as diretrizes das melhores práticas de controlo de infeção incentivavam o exercício da profissão com materiais de uso único, desencorajando a reutilização e recomendavam o armazenamento esterilizado de instrumentos, hoje a consciencialização ambiental faz-nos repensar e obriga-nos a uma reflexão profunda sobre as formas de reduzir o impacto sobre os recursos naturais, ao mesmo tempo que se promove a saúde oral, sem nunca descurar a segurança da equipa clínica e do paciente.

Pretende-se, com esta apresentação, reconhecer os principais desafios enfrentados pelo setor da medicina dentária e as oportunidades para melhorar e tornar a prática clínica diária cada vez mais sustentável.